A influência da prosódia da fala na resolução de ambiguidade sintática: um estudo de processamento de sentença

René Alain Santana de Almeida*, Miguel Oliveira Junior, Reinier Cozijn

*Corresponding author for this work

Research output: Contribution to journalArticleScientificpeer-review

Abstract

<p>O presente artigo objetiva analisar o papel da prosódia na resolução de ambiguidade global em sentenças do tipo SN1 - V - SN2 - Advérbio de lugar - Advérbio de intensidade (<em>bastante</em>) - Atributo (e.g. <em>O guitarrista recebeu o baterista no quarto bastante drogado</em>), no português do Brasil. Consideramos a hipótese de que pistas prosódicas, como <em>stress</em> e pausa, auxiliam no processo de desambiguação, tanto de forma isolada quanto em conjunto. O paradigma experimental do presente estudo utilizou um método <em>off-line</em> de processamento linguístico através de um questionário cujas opções de respostas foram apresentadas em uma escala tipo Likert. Os resultados apresentados revelaram predominância de atribuição do adjetivo ao primeiro sintagma nominal, em todas as condições analisadas. Entretanto, a escolha por atribuir o adjetivo ao primeiro sintagma nominal aumentou, de forma estatisticamente significativa, nas condições em que houve manipulação prosódica para esse fim, mostrando evidências para confirmação da nossa hipótese.</p>
Original languageEnglish
Pages (from-to)e021004
JournalCadernos de Estudos Linguísticos
Volume63
Issue number00
DOIs
Publication statusPublished - 22 Feb 2021
Externally publishedYes

Cite this